quarta-feira, 22 de abril de 2009

Contra factos não há argumentos

O Presidente iraniano criou escândalo quando ontem acusou Israel de ser o “mais cruel regime racista”, mas segundo as Nações Unidas, que organizam a conferência sobre o racismo, Mahmoud Ahmadinejad omitiu uma referência em que punha em causa o Holocausto.

Ainda pensa Obama que Ahmadinejad pode ser um bom interlocutor? Só crê quem não quer ver o que o flamejante de Teerão faz e quer.

2 comentários:

Rui Pedro Nascimento disse...

Carlos,

A questão não é se Ahmadinejad pode ser um bom interlocutor. A questão é tirar da equação eleitoral interna do Irão a união à volta de Ahmadinejad contra o "Grande Satã"! Faz mais pela perca de poder de Ahmadinejad esta atitude do que as ameaças de George W. como bem sabes.

CMC disse...

Caro Rui,

Ahmadinejad deve ganhar, infelizmente, a eleição. Mas em Junho veremos qual dos pontos de vista estão correctos.

Felizmente, Hillary já deu o primeiro sinal de aviso a Teerão, depois de muita condescendência.