terça-feira, 25 de setembro de 2007

Ainda não li

O Calimero do PS tem escrito uns artigos sobre a vida política nacional na imprensa. Essa referência mor de como perder e não se sentir culpado por nada, pois a culpa é sempre dos outros.
Confesso que ainda não li nenhum texto.

5 comentários:

odete pinto disse...

Caro Carlos:
Li o artigo e destaquei esta passagem que, para mim, faz todo o sentido:

De todo o artigo, destaquei ainda a seguinte passagem:
"É pois urgente agir para melhorar a nossa democracia, e só há uma via: a de requalificar os próprios partidos, fazendo deles organizações mais pluralistas, mais transparentes e mais informais. Em suma, mais atractivas para quem se queira dedicar (em exclusivo ou em paralelo com as suas carreiras profissionais) à vida pública.

Olhemos, para se perceber mais facilmente o que quero dizer, para os recentes Governos de Gordon Brown ou de Sarkozy - ou, mais atrás, de Zapatero ou de Angela Merkel. O que se vê nesses Governos são quadros partidários, com qualidade e experiência, que dão garantia de competência nas (naturalmente sempre controversas) funções que ocupam. E o que, nestas circunstâncias, a sociedade civil, os independentes e os movimentos de cidadãos fazem, é somar competitivamente ideias e debates, projectos e desafios aos partidos, não é pretender substituí-los. "

Enfim, uma reflexão que ilustra o espírito de liberdade no PS.

Inimaginável noutros partidos (a reflexão) - sobretudo no PCP - e muito menos escrevê-la e expô-la a público.

Anónimo disse...

Então antes de escrever uma opinião deveria ler para depois sim julgar!
Anónimo Mor

Guilhotina disse...

O conteúdo dos discursos do Carrilho esgotam-se na sua própria retórica.

CMC disse...

Cara Odete,
Escreverei qualquer coisa depois de ler o terceiro texto. Já li os dois primeiros e nada de especial.

Pedro Sá disse...

O facto é que não propõe nada.