terça-feira, 15 de julho de 2008

A disputa acesa pela direita espanhola continua

La caída de Zapatero sigue sin aprovecharla el líder del principal partido de la oposición, Mariano Rajoy, que permanece anclado en niveles modestos de aceptación (4,3 en este caso), aunque la diferencia con el jefe del Gobierno se ha reducido.
Y como la política no suele admitir incertidumbres prolongadas ni vacíos, toda esta situación facilita la emergencia de otra personalidad alternativa. Así, el político mejor valorado por el conjunto de los españoles es el alcalde de Madrid, Alberto Ruiz-Gallardón (PP), con una puntuación de 5,6 en el momento presente.


Caro Adolfo,
Retomando uma conversa que estabelecemos no início do ano, a propósito da direita espanhola e dos cenários de lideranças a seguir a Rajoy, recordo-me das leituras distintas que tivemos. Pois bem, num momento de crise, em que o primeiro a pagar politicamente a factura é o Governo, e com isso, desde logo, Zapatero, neste momento, em Espanha, o político espanhol mais 'cotado' é o alcaide de Madrid, um dos possíveis sucessores de Rajoy.
Esperanza Aguirre, a sua arqui-inimiga, e também hipotética candidata à liderança dos populares, fica uns furos abaixo de Gallardón.
Poderás argumentar, e com todo o sentido: ainda muita água vai correr debaixo da ponte, nomeadamente o congresso dos populares de Madrid do próximo Outono, acerca do qual Gallardón já disse apoiar Aguirre se esta quiser a liderança federativa. Todavia, não deixa de ser mais um sinal daquilo que pode confirmar-se, após a saída de Rajoy (resta saber se antes ou depois das legislativas de 2012), Gallardón surge como um dos nomes mais fortes.
Uma vez mais, as duas correntes ideológicas mais predominantes do PP, personificadas por Gallardón e Aguirre, a moderada e a aguerrida respectivamente, continuam latentes.

1 comentário:

filomeno2006 disse...

Sube la UPyD de Rosa Díez y el Profesor Mikel Buesa......