segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Mais uma medida sem sensibilidade social

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje que Portugal irá propor a concretização na União Europeia de um programa para a qualificação e emprego inspirado no "Novas Oportunidades" no âmbito do novo ciclo da Estratégia de Lisboa.

"Novas qualificações para novos empregos" é o nome do programa que José Sócrates espera que seja aprovado na Primavera, durante a presidência eslovena da União Europeia.


O PCP que anda tão activo em promover manifestações pode, amanhã à tarde, na Covilhã, envergar mais uns panos, condenando a posição do Primeiro-Ministro português, de querer mais e melhores qualificações para os trabalhadores.

2 comentários:

guilhotina disse...

O silêncio de Sócrates, "O grande discursador", sobre a taxa de desemprego acima dos 8% é elucidativa qb sobre esse tipo de programinhas que pretendem dar novas oportunidades a jovens enjeitados sociais e profissionais (na sua grande maioria). Segundo Vieira da Silva trata-se apenas da consolidação de uma fase de "reformulação" do tecido com vista à melhoria dos números.
A passar de fininho é q eles se entendem.

samuel disse...

A sua honestidade intelectual permite-lhe mesmo pensar que é realmente isso que que os trabalhadores contestam e que (tal como antigamente) todos os manifestantes são comunistas?