quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Aprofundar a europeização

Le Parlement européen a récemment adopté une modification du règlement relatif au statut et au financement des partis politiques européens, qui leur permettra de s'engager directement dans la prochaine bataille et de créer des fondations.

O passo para consolidar os partidos políticos europeus está dado.
Uma boa notícia para a UE.

7 comentários:

Pedro Sá disse...

Em rigor, não há vantagem nem desvantagem, porque daí não vai resultar rigorosamente nada.

Perigoso era se resultasse. Essa é uma ideia de alguns fanáticos anti-países a quererem por força eliminá-los.

CMC disse...

Caro Pedro,
Nada fica na mesma.

Rui Pedro Nascimento disse...

Andas um bocado "a leste", Pedro.

CMC disse...

Pois é Rui, a realidade está a mudar de forma célere e a consolidação dos partidos políticos europeus, além de uma necessidade, é, quase, uma inevitabilidade.

Pedro Sá disse...

Mas é que não ando mesmo a leste. E essa dos partidos europeus efectivamente existentes é um manifesto perigo, nem que seja pela razão óbvia que o politicamente correcto tem sempre muito mais força nos âmbitos supranacionais.
Ou o que queres é que p.ex. o PS concorra às eleições portuguesas e europeias como PSE ? Estás doido ?

CMC disse...

Em nada me incomodaria votar PSE.

Rui Pedro Nascimento disse...

Realmente, acho até vantajoso que o PS concorresse às europeias como PSE. Talvez em 2014.

P.S. - E isso de ser um perigo tem tudo a ver com a visão que tens de Europa.