quinta-feira, 13 de março de 2008

Falta vergonha ao PCP

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército Popular (FARC-EP), expressaram por diversas vezes a vontade em solucionar pelo diálogo o conflito com o governo, mas quer Uribe, quer a maioria dos seus antecessores na chefia do Estado, recusaram sempre a proposta, pese embora os gestos pacíficos da organização, como a libertação unilateral de prisioneiros de guerra.

Pobres FARC, segundo o jornal Avante, que por várias vezes tentaram alcançar a Paz na Colômbia.
Tristes comunistas, os portugueses, que omitem a acção das FARC.
Extorsão, tortura e tráfico de droga são actividades que o PCP reconhece e legitima às FARC.

2 comentários:

odete pinto disse...

Por qué no se callam?

Quintanilha disse...

E porque é que lá dos lados da Soeiro Pereira Gomes, nem um pio sobre o que se passa no Tibete?