segunda-feira, 26 de novembro de 2007

A baixa afluência à eleição europeia

Parlamento EuropeuMais de 18 milhões de romenos foram chamados às urnas para eleger os eurodeputados para o PE. A taxa de participação nesta eleições europeias, as primeiras no país, foi de 28,38 por cento.

Depois de a Bulgária ter eleito, pela primeira vez, há poucos meses, os seus deputados europeus, numa eleição que contou com uma baixa afluência às urnas, foi a vez do outro Estado que aderiu este ano à União Europeia, a Roménia, escolher os seus parlamentares europeus.
O acto, que decorreu ontem, voltou a contar com uma taxa de participação baixa.
É preocupante verificar em países que conquistaram há pouco tempo a Democracia e entraram recentemente na UE uma baixa participação.
Não deixa de merecer cada vez mais atenção esta realidade, de quanto mais as políticas europeias influenciam o dia-a-dia de quase 500 milhões de pessoas, mais as pessoas se afastam de participar na construção europeia, nomeadamente no órgão que elegem directamente, o Parlamento Europeu.
Parece que a Europa está a perder a memória de décadas recentes. Não devia!

2 comentários:

Gabriel disse...

mas eu próprio já decidi que, pela primeira vez, não votarei nas próximas eleições europeias.

CMC disse...

Pois é Gabriel, o que o conduz a tal atitude?