quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Falta pachorra

O seleccionador português de futebol abandonou hoje energicamente a sala de imprensa do estádio do Dragão, depois de ter conseguido a qualificação para o Euro2008, e repudiou todas as críticas feitas pela comunicação social nos últimos jogos.

Sinceramente, já não há muita paciência para os arrufos do seleccionador nacional.
Tinha a televisão ligada e ouvi o senhor dizer que a selecção jogou bem, que tem dado tudo por Portugal, mais até do que pelo seu país natal, e depois amuou a umas questões dos jornalistas. Primeiro, a selecção nem jogou grande coisa. E, se dar muito por Portugal significa o que fez ao jogador sérvio, dispensa-se o seu empenho.
Inglaterra, agora que está fora do Europeu, bem pode precisar de alguém para treinar a equipa para o Mundial da África do Sul. Não era este senhor que queria ir para as terras de Sua Majestade? Deixai-o ir... quanto antes!

2 comentários:

Rui Pedro Nascimento disse...

Lá está, depende sempre da perspectiva! Tu achas que não há pachorra para o Seleccionador Nacional. Eu acho que não há pachorra para a estupidez da maior parte dos jornalistas!

Pedro Sá disse...

Eu acho que não há pachorra nem para uns nem para outros hihihihi