terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

A dinâmica da mudança

Abri a minha caixa de correio electrónico e vejo um mail, de um camarada de Lisboa que já se tornou muito diligente em certos ofícios, publicitando um texto publicado no blogue do PS/Lumiar, que mais não faz do que caluniar e difamar o Miguel Teixeira, candidato à Concelhia de Lisboa.
Em primeiro lugar, estranho como os responsáveis do blogue do PS/Lumiar, um dos melhores do PS, dão relevo a um texto que até foi apresentado numa caixa de comentários e mais não faz do que caluniar uma pessoa. Nem de propósito, um camarada que assume uma candidatura à Concelhia de Lisboa. Simpatize-se ou não, concorde-se ou não com as suas propostas, merece respeito, como qualquer pessoa.
Em segundo, o camarada que me enviou o mail (como endereçou a muitos militantes do PS/Lisboa) devia, se fosse responsável, e estivesse realmente interessado em tirar a história das calúnias a limpo, contactar o Miguel Teixeira, que disponibiliza no seu site de candidatura vários contactos, entre os quais um número de telemóvel. Em vez do esclarecimento, preferiu dar eco à difamação, em vez da transparência, preferiu dar voz ao insulto gratuito, procurando manchar uma eleição interna que deve ter elevação.
Esta atitude diz muito da postura de quem não está minimamente interessado na qualidade e elevação do debate interno e limita-se, à falta de argumentos, caluniar e insultar. O que além de lamentável é pouco digno.
Mas, por qualquer razão que não conduzisse ao contacto directo com o Miguel Teixeira, pelo sucedido na última eleição para a Secção de Alvalade (uma das calúnias veiculadas), há um texto, de um camarada do PS/Alvalade que foi o adversário do Miguel na última eleição para a Secção, que reconhece a vitória do Miguel Teixeira e destaca a vitória da Secção do PS Alvalade, pela disputa interna que envolveu os militantes daquela Secção.
Agora surgem invenções caluniosas de uma eleição, que decorreu com toda a naturalidade há dois anos. Como alguns dizem, é preciso ter memória e os escritos, da época, não mentem.
A pouco mais de um mês da eleição da Concelhia de Lisboa do PS, esta difamação pode ser um sinal de algo, que, obviamente, merece repúdio e firme rejeição, pois uma campanha interna deve julgar propostas e medidas, não viver de calúnias e insultos.
Para já, em termos de campanha interna, noto como a candidatura do Miguel Coelho está a reboque das propostas que o Miguel Teixeira tem apresentado aos militantes.
O Miguel Teixeira, desde o primeiro momento, disse que a sua candidatura tem o militante no centro da decisão, veja-se, pois, agora, o que refere a candidatura do Miguel Coelho: o militante no centro da política.
Entre uma e outra proposta, distingue-se notoriamente a que quer o militante activo e a defensora do militante passivo.
Oxalá as pessoas tenham no debate e avaliação de propostas dos candidatos o primeiro e único interesse, pois a difamação apenas mancha, em primeiro e último caso, o bom-nome do PS.

4 comentários:

EBranquinho (PS Lumiar) disse...

De EBranquinho /PS Lumiar) a 6 de Fevereiro de 2008 às 12:48

Qual dinâmica? Qual mudança?
Ainda haverá quem acredite que deitar água ao mar, malhar em ferro frio ou chover no molhado possa alguma coisa adiantar. Digam-me lá onde têm visto reais alterações de comportamento dos militantes/inscritos?
Quais as alterações substanciais na constituição das equipas apresentadas para a CPCL? Já conhecem alguma?
Onde é que estão as propostas “revolucionarias” no verdadeiro sentido do termo, visto que é preciso mobilizar os militantes e simpatizantes?. As Secções continuam mortas ou moribundas!
Tanto de um lado como do outro, não é mais do mesmo que se continua a oferecer como propostas?
Até ao presente eu ainda não constatei nada de novo, eventualmente andarei distraído.
Haja propostas e protagonistas que efectivamente sejam inovadores e mobilizadoras dos militantes. Se essa mobilização não for conseguida no plano interno como se fará em relação aos desafios que se aproximam a nivel nacional?
Eventualmente só com aceno de cenouras o que convenhamos também seria mais do mesmo.

Anónimo disse...

1. Esta candidatura surge com o sentido de devolver aos militantes a sua Força, integrando-os novamente na vida política da Concelhia de Lisboa, e com isso dignificando o maior activo do Partido Socialista – os seus militantes.

2. É intenção desta candidatura trazer ao debate e ao centro da decisão o militante, assumindo a história e o património de causas e valores do Partido Socialista e assim aprofundar a democracia participativa.

3. A militância política não pode ser uma intenção, tem de ser um desígnio e uma certeza, que se concretiza em cada proposta e em cada decisão.

4. Esta candidatura pretende fomentar um espaço de debate político efectivamente aberto e plural, que promova a organização e definição de uma agenda estratégica para a Concelhia.

5. Esta é uma candidatura que não assenta num presidente ou num só rosto, assenta numa equipa que propõe um conjunto abrangente de propostas que tem com desígnio central o melhor funcionamento da Concelhia em prol de Todos os militantes.

6. Esta é uma candidatura que quer dinamizar o Conselho de Secretários Coordenadores da Concelhia de Lisboa, entendendo-o como um eixo central na articulação de uma estratégia comum.

7.A Concelhia de Lisboa tem de proporcionar condições aos militantes para um efectivo exercício dos mandatos que assumem ou virão assumir em nome do Partido Socialista, organizando e apoiando a formação. Um Partido de sucesso é um Partido de Militantes. Militantes bem formados e qualificados garantem um Partido de Vitórias.

8. Esta candidatura quer trazer as Freguesias para o centro de debate político da Concelhia, pelo que promoveremos a constituição de Comissões Consultivas de Apoio às Juntas de Freguesia, de forma a potenciarmos a eficácia na definição e resolução de problemas.

9. Esta candidatura quer devolver à Concelhia e aos Militantes o papel central na definição das Políticas da Cidade.

10. Esta é uma candidatura que quer Dar Dignidade ao Militante e vincar um quadro de União entre Todos.

Anónimo disse...

www.miguelteixeira.org

Félix disse...

Caros Camaradas,

Por muito que um candidato possa apresentar boas ideias. Elas só têm valor, quando vindo de pessoa séria.

E camarada que difunde/encomenda sermões no intuito de difamar o seu adversário, não é sério de certeza.

Esta é uma das muitas razões que afastam os militantes da candidatura do camarada Miguel Teixeira.

P.S.: não adianta negar, eu próprios presenciei esses acontecimentos e muito mail.

Félix Soares